19 janeiro 2018

John Green na Netflix? The End of the F**king World


Pessoal, The end of the F**king world foi a primeira série que eu conclui em 2018 e automaticamente foi minha primeira maratona do ano. Durante todo o tempo  em que eu assistia, o único pensamento que me vinha em mente era “John Green criou essa protagonista?? Porque é chocante a forma como Alyssa é exatamente como duas das suas protagonistas “Alasca” e “Margo”. Todas as características que vocês sempre encontraram nos personagens do autor, vocês irão encontrar nos protagonistas de The end of the F**king world.

Alyssa é totalmente rebelde, mesmo menor de idade ela toma muita bebida alcoólica, fala muito palavrão, tem uma mente perturbada, trata todos como quer ... Enfim, ela é a própria personificação da Alasca e da Margo. Não vou dizer que eu me apaixonei pela Alyssa porque dá mesma forma que todos odeiam a Alasca e a Margo, é provável que todos também odeiem a Alyssa. Ela não é uma personagem muito fácil de agradar, de sentirmos empatia por ela (nos primeiros episódios). Mas ela acaba nos conquistando conforme vamos assistindo episódio após episódio.

Talvez por eu ter feito uma maratona da série, eu consegui entender os seus dramas, seus traumas e o quanto ela só precisava de carinho, amor e atenção. Com certeza vocês passarão a ter empatia por ela com o caminhar da história.

Sabe quando a série tenta focar em um certo personagem, mas o outro rouba a cena? A impressão que eu tenho foi que aconteceu exatamente isto aqui. James deveria ser o foco já que ele seria um serial killer em busca da sua vítima perfeita e a Alyssa seria o “alívio cômico”. É claro que essa é minha interpretação da série, eu posso estar completamente errado, mas foi como eu vi. Alyssa conseguiu ofuscar James e a série começa contando a história dele, mas termina contando a história dela. Ou talvez tudo isso tenha sido de propósito, vai saber hahaha.

Recomendo essa série para o público adolescente?? Com certeza NÃO. Eu jamais recomendaria por ter algumas cenas que eu encare como desnecessário para esse público como tentativa de estupro, sexo oral, assassinato, roubo, suicídio.... Eu entendo que para muitas pessoas isso é totalmente normal para os jovens assistir hoje em dia, mas eu não acho esse um entretenimento legal para pessoas que ainda estão moldando suas personalidades, ainda estão em busca de descobrir quem realmente são (e constantemente estão passando por fases rebeldes).

The end of the Fooking world tem apenas uns 20 minutos por episódio e apenas 7 episódios. Eu gostei muito da série, curti muito o final e foi uma maratona que durou uma tarde. É uma série bem diferente e tenho certeza que vocês vão gostar de sair um pouco da zona de conforto (que foi o que aconteceu comigo). Desejo uma boa maratona e que venha a segunda temporada em 2019! 


16 janeiro 2018

Mil Beijos de Garoto/ Que Nunca Tenha uma Adaptação

Pessoal, eu fiz um post sobre esse livro lá na página do blog no Facebook e também falei muito sobre ele lá no meu perfil do Skoob. Eu vim aqui conversar um pouco com o pessoal que segue o blog mas não segue as redes sociais citadas.

Eu passei o ano de 2017 inteiro ouvindo todos os leitores do universo falando o quanto esse livro era maravilhoso, triste e destruidor. E como Jovem Adulto é meu gênero de leitura favorito da vida (empatado com distopia) é claro que eu comprei meu exemplar assim que chegou a Black Friday. Mas MEU DEUS DO CÉU que livro desnecessário!!!!!

Acho que eu comecei a encontrar problemas nele desde as primeiras páginas, quando os protagonistas tinham 5 anos de idade e falavam como adultos. Gente o raciocínio de uma crianças nunca seria como nesse livro, não faz sentido algum. A paixão dos dois aos 8 anos e a pegação que eles ficaram nessa idade tão pouco faz sentido também. Cara era tanta coisa absurda que eu não estava mais conseguindo digerir a leitura. Crianças com 8 anos não ficam se beijando todos os dias. Crianças com 12 anos não pula a janela do quarto e vai dormir todas as noites durante ANOS na cama da vizinha. Crianças não falam VOU TE AMAR ATÉ O INFINITO. Qual o problema dessa autora??

Gente, eles passaram o livro todo num romance meloso de um jeito que começou fofinha, mas terminou cansativo e insuportável (eu não via logo a hora de alguém morrer). Eu juro que eles ficaram sem se falar por uns 3 capítulos  e depois passou todas as 400 páginas COLADOS um no outro. A mocinha narrava páginas e mais páginas comentando o quanto o mocinho era lindo, perfeito, ela não imaginava que ele iria crescer e ficar mais perfeito do que já era. O mocinho passa páginas e mais páginas elogiando a mocinha, puxa como ela é doce, gentil e perfeita. “MEU DEUS todo mundo te deseja” “Todo mundo sonha em ter você no braços” blablablá. Que chatos!!! (logo abaixo postei prints desses momentos para vocês comprovarem).

Pra mim o livro acabou quando um já começou a dizer que não poderia viver sem o outro. A baixa alto estima e falta de amor próprio já começa por aí kkkk. Ele passou CAPÍTULOS dizendo que ela é o ar que ele respira, que se ela morrer ele vai junto. Ela passou CAPÍTULOS dizendo que se fosse morrer um dia ela iria em paz contanto que ele desse um último beijo nela, porque os beijos dele são como sopros de oxigênio pra ela.......... MEU DEUS porque não calam a boca e morrem OS DOIS!!!!!!

Eu juro que estava passando até mal de ler essa palhaçada adolescente. Eu amo romances jovens, mas esse passou muito do ponto. Não tem uma briga, não tem nada contra esse amor, não tem TRETAS, eles apenas passam o livro juntos se beijando e terminando as frases um do outro. Sério, ele começava a falar, ela terminava e eles achavam fofos e se beijavam, isso meio que acontece durante 300 páginas. Estou até agora tentando entender o que fez milhares de leitores idolatrar essa história horrorosa e MEGA SUPERFICIAL. O livro não tem identidade, ele parece ter sido escrito por alguém muito vazio e que não tem bagagem nenhuma na vida (nem maturidade).

Eu faço questão de postar algumas partes do livro para vocês entenderem do que eu estou falando (PORQUE SIM eu trabalho com prints).

Acabamos de ver claramente que a beleza dele supera a dos Deuses (isso incluindo o Thor) kkk

Estamos nós aqui DE NOVO exaltando o quanto o mocinho é lindo e PERFEITO

Coitadinha, é tanto olho gordo em cima dela, não sei como ela aguenta... 

Eu juro para vocês que é o livro INTEIRO assim, cansa o leitor infinitamente.

Esse post estava engasgado e eu precisava botar tudo pra fora, antes que eu queimasse esse livro kkk. De acordo com o skoob eu já li na vida 136 livros e nenhum deles me soou tão superficial quanto este. Ele foge de qualquer padrão da realidade. Tipo, um deles está no hospital morrendo e quem fica no quarto com o MORIBUNDO não é a família e sim o seu par (estou falando em códigos para não revelar a morte do livro). Gente que família ia ficar de fora do quarto e a “companheira ou companheiro” ia ficar no quarto (eles ainda estão no ensino médio... Muito forçado). E adivinhem quem fez o discurso no velório?? Foi o pai do cadáver? NÃOOOO foi o par. Gente parece que ninguém amava o casal no mundo inteiro, apenas eles se amavam. O mundo girava em torno deles durante toda narrativa. Vamos parar o mundo que estamos passando!!!!! A FAÇA-ME O FAVOR. Esse livro não fica na minha estante nem mais um dia kkkkkkkk e eu falo sério.
 

Desculpem o desabafo, era necessário! No futuro eu apago o post pra não ficar essa carga negativa aqui rsrsrs (:

Quem quiser conferir meu post no Facebook (CLIQUE AQUI)

15 janeiro 2018

Hulu no Brasil? Melhores Séries que eu Assisti


Pessoal, confesso que eu sempre tive um pouco de preconceito com o serviço de Streaming Hulu. Acho que na verdade eu tive uma primeira má impressão. Eu me lembro que quando o Hulu foi lançado, eu corri para assistir uma série original do serviço e AFF não foi uma boa experiência. Eu não me lembro qual era o nome da série, mas o elenco era muito ruim, a qualidade da imagem também não era boa (parecia série dos anos 90), e tudo parecia aquelas séries da CW que eles cancelam no primeiros episódios morrendo de vergonha por terem lançado.

Eu não curto muito esse negócio de rivalidade e as pessoas estão sempre comparando o Hulu com a Netflix  e a Netflix com a Amazon Prime e assim por diante. Eu não entendo qual o problema com as pessoas? Porque elas precisam colocar rivalidade em tudo, sendo que com esses serviços nós temos mais séries para assistir, mais adaptações e mais opções.  Enfim...

Depois de muito tempo eu resolvi dar mais uma chance para as séries do Hulu e no momento estou apaixonado por algumas séries do seu catálogo. Eu imagino que vocês já conheçam, mas vou recomendar para quem ainda não teve a oportunidade de conhecer. No final do post eu falo por onde eu assisto e tal.

Quando eu decidi voltar a assistir uma série do Hulu foi por uma recomendação que eu recebi aqui no blog de uma leitora, e foi justamente sobre a série distópica The Handmaid´s Tale a famosa série premiada e idolatrada.

No começo eu não curti muito a vibe da série, mas aos poucos fui me acostumando. Sabe aquele sábado a tarde bem chato e chuvoso que você não tem nada de bom pra fazer? Foi justamente em um sábado desse. Eu maratonei a série no mesmo dia e no final já estava surtando, torcendo pelas personagens e arrasado com as mortes, essa série é realmente muito boa e de alta qualidade. Parece que eles adaptaram o primeiro livro completo e as outras temporadas será uma criação dos produtores da série. É estranho pensar que a série vai seguir seu caminho sem a criadora do universo distópico, mas deu certo com The 100 da CW né.

Future Man eu falei super sobre a série no post de melhores séries de 2017 e estou mega empolgado para a segunda temporada que sai agora em 2018. No começo eu fiquei um pouco apreensivo porque era uma série que envolve jogos de Xbox e essa não é minha praia, já achei que seria algo super nerd/geek. Eu estava totalmente enganado, a série tem uma história que prende muito nossa atenção e é uma super opção para quem ama ficção, viagem no tempo e muito humor negro. Para as meninas mais animadas, essa é a chance de vocês verem o Peeta de Jogos Vorazes TOTALMENTE pelado kkkkkkkkk (claro que eles fizeram alguma coisa naquela cena, mas SIM de qualquer forma ele está como veio ao mundo em duas versões uma 23 e outra 17 se é que vocês me entendem kkkkkkkkkk).

Hunaways também foi uma das minhas séries favoritas de 2017 mas que só terminou agora no começo de 2018. O Hulu faz igual a Netflix, algumas séries eles liberam de uma só vez e outras são liberadas episódios semanais, Runaways foi assim e talvez a próxima temporada que sairá no final do ano também seja liberada da mesma forma. Apesar de ser uma série super jovem, a briga entre os pais e os filhos nos últimos episódios é sensacional. Fora que ninguém merece ter os pais desses personagens, eles fazem coisas bizarras (que com certeza se origina das trevas).

Plantão médico (ER) é um clássico dos anos 90, é uma série sensacional e a melhor série médica produzida antes de Grays Anatomy. O Hulu comprou a série completa (com seus mais de 300 episódios) para seu catálogo (eu só fico triste porque agora nós não teremos acesso, pelo menos até o Hulu vir para o Brasil) a Netflix deveria ter comprados os direitos antes kkk aff.

Freakish é uma série estudantil com uma espécie de zumbi (se eu não me engano). Eu não sei absolutamente nada sobre essa série porque é minha nova aventura no Hulu. Estou começando hoje e pretendo fazer uma maratona das duas temporadas (cada uma com 10 episódios). Talvez eu faça um post só sobre ela, ou fale sobre a série nos meus resumos de séries que vão voltar a sair no blog em breve.

Guto, como eu faço para assistir as séries do Hulu se o serviço não chegou no Brasil? Por sites onlines mesmo galera, é a única solução. O universo de séries no mundo é muito grande, eu não quero ficar preso só com o que temos no Brasil se existe meios de assistir. As pessoas  de forma alguma gostam de incentivar as pessoas a assistirem séries nos famosos “sites piratas” mas eu sinceramente acho tudo isso uma hipocrisia, eu tenho certeza que elas assistem online ou baixam as séries mas não abre o jogo pro pessoal. Eu assisto todas minhas séries em um site maravilhoso chamado “Seu Seriado”. Ele praticamente não tem aquelas propagandas chatas e é super atualizado, se uma dia a série passa nos EUA poucas horas depois já tem no site. Vou deixar o link logo abaixo para quem quiser conferir. Todas as séries que eu assisto (que não está na Netflix) eu vejo por esse site. Eu nunca tive problemas com vírus nem nada do tipo, super recomendo.

Se você já assistiram alguma série do Hulu e super amaram e desejarem me recomendar, é só me deixar aqui nos comentários ou na página do Facebook do blog.

Espero que vocês tenham curtido as recomendações e vamos aguardar muitas séries novas do Hulu esse ano porque eles estão prometendo lançar muito coisa boa em 2018. Ainda não a previsão do serviço chegar no Brasil, mas não vamos perder "A Esperança" ( Katniss Everdeen). 

Página no Facebook (AQUI)

Site para assistir (AQUI)

 Melhores Séries de 2017 (AQUI)

13 janeiro 2018

O Que eu Aprendi com Raio de Sol? Filme VEM LOGO!


Em 2016 eu já tinha lido boa parte desse livro em Ebook, e só em 2018 eu pude comprar meu exemplar e poder de fato absorver essa leitura. O livro além de trazer uma história linda e radiante, ele possui inúmeros ensinamentos e lições de vida maravilhosas e eu separei as que mais eu preciso por em prática na minha vida.

Aprendi a ser mais paciente principalmente quando o universo insiste em nos atrapalhar.

Aprendi a ser mais atencioso, a ouvir mais e a falar menos. O que é meio difícil já que eu falo mais que 3 mulheres juntas kkkkk. Só pelos posts gigantes que tem aqui no blog vocês já devem imaginar o quanto eu falo kkkkkk. 

Aprendi a apreciar mais todos os momentos do dia, desde o nascer do sol até a noitinha. As vezes nossa rotina é tão louca que parece que estamos no modo automático 24 horas por dia, como se fôssemos robôs (e não precisa ser assim). Nada melhor que um dia ensolarado após uma noite chuvosa, nada melhor que assistir aquele filme no sofá com os amigos em uma noite bem gelada, todos com cobertores HUMMMMMM #Amo rssrsr. Enfim, apreciar todos os momentos.

Aprendi a elogiar mais e a criticar menos. Minha mente é muito rápida, então quando eu vejo uma pessoa vestida toda de roxo na hora eu já penso” lá vem a Beringela “. Isso me causa alguns problemas, então eu preciso apenar CALAR A BOQUINHA né queridos. Será um desafio CONFESSO, mas não custa tentar kkkk.

Aprendi a não julgar as pessoas, muito menos guardar raiva delas. Eu não sou muito bom em esquecer o que as pessoas me fazem e também não permito que errem comigo mais de uma vez. Guardar raiva ou ódio eu não guardo porque eu sei que só vai me fazer mal. Mas no livro temos lições que nos ensina que devemos ser mais flexíveis, devemos ver melhor a situação da outra pessoa (isso eu não garanto que vou praticar, porque tudo tem limite kkkkk).  

Kate nos ensina a tomar as rédeas das nossas vidas e não deixar que outros a governem. Nos ensina a nos divertir mais, a sermos mais companheiros, a ajudar nossos amigos e nossa família em qualquer ocasião. Nos ensina a nunca JAMAIS sermos egoístas e fazer apenas o que queremos. Eu conheço uma pessoa que já foi minha amiga, que ela só sai se for para o lugar que ela quer, só come nos restaurante que ela quer e até para ir no cinema tem que ser o filme que ela quer. Então vá sozinha né querida kkkkkkkk. Comigo pessoas assim não conseguem ter amizade muito tempo porque eu não permito que me tratem como seu súdito. Acho que ela deveria ler Raio de Sol para aprender a não ser tão escrota kkkkkk.

Resumindo pessoal, esse livro é encantador e apaixonante. Eu não falei mais sobre ele aqui no blog antes porque eu ainda não tinha meu exemplar, mas agora vocês o verão muito por aqui durante o ano.

Eu não curti muito o triângulo amoroso que tem nessa história, achei que ficou meio exagerado a relação da Kate com o Gus (principalmente por ela estar namorando) mas tirando isso, foi tudo fantástico. No final eu chorei as últimas 30 páginas e fazia uns 2 anos que nenhum livro me emocionava dessa forma. Já tem resenha do livro aqui no blog, esse post é só um extra para eu comentar alguns pontos que fizeram com que a leitura fosse de um aprendizado muito grande. 

Está em oferta na Amazon ( CLIQUE AQUI )

Falei do livro tanto no Skoob quanto na Fanpage!!

Skoob (perfil)              Facebook (Fanpage)

PS: Os direitos para uma adaptação já foram comprados, agora nos resta esperar uma adaptação tão perfeita quanto foi em A Culpa é das Estrelas