15 novembro 2014

Resenha: A Menina Que Tinha Dons Nova Distopia da Fábrica 231


Sinopse de A Menina que tinha dons mais impressão do autor, roteirista de X-Men clique aqui.

A menina que tinha dons foi uma leitura muito diferente, eu esperava algo como A Outra Vida ou qualquer coisa parecida. Mas é um livro muito bem construído com momentos tensos nas horas certas, nunca sabemos quando alguém vai morrer ou se transformar, isso foi muito empolgante.

Foi um livro que me fez pensar se era realmente possível toda aquela física e química,  tudo é muito bem escrito sem deixar perguntas sem respostas, ou como aqueles livros que são intensos no começo, depois no meio fica chato, ai no final fica eletrizante de novo. Ele em um todo é muito viciante, foi tudo muito bem explicado, tudo meio que fazia sentido, e isso foi umas das coisas que me assustaram, e olhe que sou fã de The Walking Dead.

Essa foi minha segunda leitura sci-fi distópica ( the walking dead não conta porque é uma série ). A outra vida foi o primeiro livro distópico zumbi que eu li, e foi incrível ( mesmo sendo bem adolescente ) o cenário construído e toda aquela adrenalina, aquele romance ( saudades desse livro ). 

A menina que tinha dons tem menos romance e mais ação,
também é um livro mais deprimente com muitas perdas e melancolia. Nunca sabemos como a história vai acabar, as páginas vão acabando e ainda tem muita coisa acontecendo você vai perdendo o fôlego, e de repente acaba, e você tem que esperar pelo segundo volume ( isso depois de você chorar litros ).

O básico da história é o seguinte, o governo descobre que as crianças mesmo depois de se transformarem em zumbis, elas permanecem com sentimentos humanos. A partir daí, eles irão atrás da cura. ( me lembra um pouco Meu Namorado é um Zumbi mais não tem quase nada "haver"). Então as pessoas ainda seriam zumbis, só que com sentimentos e elas estariam consciente de suas ações.

Amor, medo e tensão estão entrelaçados nesse romance, que traz uma nova visão e perspectiva para o gênero zumbi, e aos fãs mordedores e rastejantes A Menina que tinha dons é um prato cheio.


PS: O Maravilhoso Agora eu ganhei do meu melhor amigo, eu já tinha visto o filme e amei ( só porque a Tris estava nele, e se pegando com o Peter srsr ).

Como moramos em cidades diferentes, meio que nos vemos a cada três meses. Então sempre damos um jeito de trocar presentes que sempre são livros rs.

 O que vcs estão lendo no momento?

4 comentários:

  1. li o livro e amei, amei logo quando vi na livraria, mas ele não caracteriza uma distopia não, é Pós Apocalipse ! :)


    janainapoderon.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jana, eu acho que é uma trilogia eu ainda não tenho certeza. Quando a rocco lançou ele, eles disseram que era uma distopia, porque é uma outra sociedade e tal. Mas também adorei o livro.. o próximo deve sair no final desse ano pelo que eu li nos blogs americanos...

      Excluir
  2. na verdade o governo não descobre a cura testando em crianças, eles descobrem que as crianças que são transformadas em zumbis também possuem sentimentos e consciência, e a partir daí tentam achar uma cura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabi já corrigi a forma que me expressei para contar um pouco da história (:

      PS: Obrigado pelo toque!! #Guto

      Excluir

Pessoal, eu estou respondendo todo muito a noite quando volto do trabalho. Mas no Facebook eu respondo mais rápido!!