12 março 2014

Resenha: Minha Metade Silenciosa - Andrew Smith



Sabe aquele livro que já de cara, vc sabe que ele foi escrito para você, e tem toda aquela ligação com o tema, a capa e a sinopse? Então. Minha Metade Silenciosa é o meu Livro.

Por  que eu fui atrás desse livro? Justamente por ter me apaixonado pela nova literatura jovem/adulto que consegue com clareza, transmitir nossos pensamentos e sentimentos mais profundos, em poucas palavras.

Não gostaria de falar muito sobre a história, para não acabar soltando algum Spoiler (e ninguém no mundo merece spoiler). Do que se trata esse livro então? 

O livro narra a história de Stark (palito para o íntimos, e Palitoso para os mais íntimos ainda) Stark nasceu só com uma orelha. 

Aquela parte repetitiva entre os livros, de mostrar o quanto bullying ele sofre a cada dia, foi deixada a parte (pois o foco do livro não é esse, diferente de Extraordinário, que também é um livro muito singelo).

De todos os livros que eu já li na minha vida (que não são poucos) nunca um livro tratasse de assuntos como; Abuso sexual, violência doméstica, homossexualismo, drogas e toda maldade que o ser humano tem coragem de fazer um ao outro. De forma tão real, realista e convincente.

O modo como o livro é narrado (em primeira pessoa, Palito nos conta tudo, do começo ao fim) tornando tudo irreverente e único. É como se ele estive escrevendo em seu diário e só nós pudéssemos ler e saber o que se passava em sua mente, como se ele pudesse contar tudo, sem restrições.

Um dos pontos positivos e diferentes dos livros atuais jovem/adulto foi o suspense. O grande suspense em momentos que sabíamos que ele seria espancado, humilhado, ou violentado. É um tema muito forte, e muitas vezes, tive que fechar o livro com medo do que viria depois na outra página. Eu quis entrar no livro e salvar  Palito de todas essas situações, monstruosas que acontecem frequentemente no mundo hoje.

 Não vou dar spoiler, mas quando um certo personagem segurou ele pelos cabelos e o força a ver o espancamento do próprio irmão. 
 Meus olhos se encheram de lágrimas e meu coração ficou aprisionado dentro da minha cabeça.

Uma leitura que foge de todos os padrões já lidos, e totalmente inesperado, sem nenhuma vez ter aquele clichê básico, presente na maioria das literaturas em algum momento.

 Em certos momentos, nós conseguimos nos imaginar no lugar dele, e sentir o que ele está sentindo, porque tanto nós quanto ele descobrimos tudo ao mesmo tempo, nada e jogada de mãos beijadas na nossa cara, tudo tem um suspense e um pânico psicológico muito forte. 

Mas também não é de todo sofrimento que se vive Palito (90% sofrimento 5% dor muito dor 5% um estante de felicidade) os momentos mais cómicos são certamente o seu “ PÊNIS “ kkkk isso mesmo gente pênis (parece que nunca leram essa palavra rs) como nosso protagonista tem 13 anos (rumo aos 14 que ele completo quase no final do livro) temos aquela fase (que todo garoto passa, querendo ou não) de nos excitar com praticamente qualquer coisa rs. 

Palito passa por ” DUROS ” momentos de “ ALEGRIA “ (se é que me entendem) como seu primeiro beijo (de língua) como seu primeiro banho (não sozinho) e todas as coisas excitantes que a vida nos proporciona (kkk). 

Assuntos como masturbação, beijo de língua, gay, sexo, revista de mulher pelada e todas as descobertas neste momento da adolescência são abordados, da maneira mais normal e realista possível, sem tabus e papas na língua, essa coisas assim como as drogas estão em todos os lugares, se não falarmos sobre isso normalmente, então vamos descobrir tudo sozinho (e isso terá consequências) então é melhor alguém nos explicar tudo nos mínimos detalhes, para que não sejamos enganados por pessoas que querem nosso mal, fingindo nos ajudar e ser nossos melhores amigos, nos levando para um caminho sem volta.

Uma grande parte do meu amor por esse livro está em seu e enredo e ao memorável e eficaz estilo narrativo, que faz com que, a leitura seja infinitamente rápida e constante. Sempre (infelizmente) tem muita coisa acontecendo, e raramente são boas coisas. 

O sofrimento de Palito e sua própria menção a si mesmo como ” EU SOU FEIO “ esse sentimento de baixo-estima as vezes o faz se distanciar das pessoas que ele mais ama, para que elas não tenham que se preocupar com ele, porque ele é “ FEIO “ (Palito, vc é incrível e meu melhor amigo. Sempre.)

Andrew Smith conseguiu de forma simples e sublime transmitir todo seu pensamento e ponto de vista do que acontece com pessoas que acabam fragilizadas pela falta de um Lar e de amor. 

Sentimentos negativos e a inocência, ambos nos fazem ser uma pessoa diferente das outras, nos tornando fáceis de ser manipuladas e humilhadas. 

Livros como esse, nos faz ficar alertas para o mundo, e ao mesmo tempo que não somos obrigados a aguentar calados qualquer tipo de abuso e violência. Isso não é normal, e não acontece em todo os lares. Buscar ajuda nunca é fácil, mais é preciso. Sentimento de vingança, nos torna diferentes, ruins e amargos, nos cegando e nos afastando da felicidade que está na nossa frente. Simples assim.


 Curtam  nossa Fanpage no Facebook e tenha atualizações todos os dias. Envie para nós fotos dos seus livro e da sua estante!!!

Trechos Impactantes do livro:

Meu pai acertou Bosten bem no meio das costas. Com muita força. Soou como se o cinto pudesse partir meu irmão ao meio.
Bosten deu um grito.

…….

Ela me agarrou pelos cabelos (ambos gostavam de me pegar pelo cabelo nessas situações).

Ele então atingiu Bosten na nuca.
Ouvi meu irmão berrar (novamente).
………….

Ele ficou de pé e se aproximou de mim. Pôs uma mão atrás da minha cabeça, antes que eu pudesse fazer qualquer coisa, enfiou o dedo na minha boca.

Vamos segura-lo e obrigar ele a cheirar.
…..
Houve cinco disparos. Eu contei. Então, ficou tudo tão silencioso quanto a morte.

Nada nunca mais seria igual de novo. 



8 comentários:

  1. Comprei esse livro para uma amiga minha ela amou,depois dessa resenha maravilhosa vou procurar um tempinho na minha agenda pra ler ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkk Sara vc sempre presente aqui no Blog kkkkkkk... Você que tem um filho, não vai gostar muito do livro, tem pedófilia e tal. Certeza que vc vai ficar paranóica se ler ele. É um livro muito forte, fiquei mal durante dias. Se for ler, seja forte rsrs

      Excluir
  2. também gostei muito desse livro, já tinha the marbury lens do mesmo autor mas nunca li. meu inglês é ruim... enfim, é uma boa recomendação de leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luan, que bom que vc super curtiu este livro porque quando eu li ELE ACABOU COMIGO. Me deu uma imensa ressaca literária rsrs passei umas duas semanas sem conseguir ler nada!!

      Valew por visitar o blog Abraços #Guto

      Excluir
  3. Poxa vida, fiquei desorientada só com a resenha.
    Se acabar por ler o livro, com certeza terei uma ressaca literária de muitos dias!
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lú aposto que vc não terá uma ressa maior que a minha rsrs mulher eu fiquei arrasado por semanas. Ele é um livro bem baratinho uns 17 reais, tentar adicionar ele na sua lista de compras literárias porque você vai amar muito. Sério

      Valew pela visita abraços #Guto

      Excluir
  4. Nossa Guto, fiquei mal so de ler a resenha, espero um dia conseguir ser forte pra ler esse livro, pois eu ja passei por umas coisas q tem na sinopse e nao foi legal, imagina esse livro q tudo e mil vezes pior '-' Gostei da resenha, mas agora preciso de coragem rsrs Bjuss :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Patty quando vc ler vc vai se apaixonar pelos personagens. N vai se arrepender♥♥

      Excluir

Pessoal, eu estou respondendo todo muito a noite quando volto do trabalho. Mas no Facebook eu respondo mais rápido!!