29 agosto 2016

Resenha: Boa Noite/ Pam Gonçalves

Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. A vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.

São pouquíssimos os livros que eu compro na pré venda (o último foi Convergente há anos atrás rsrs). Garanti meu exemplar do Boa Noite um dia depois dele ter sido lançado nas lojas (como pré venda). Eu estou apaixonado por essa história, pela escrita e por todos os motivos que eu vou explicar na resenha. Preparem-se para me ver falando sobre esse livro durante o resto do ano kkk.

Uma das minhas surpresas com Boa Noite foi a escrita. Confesso que eu não esperava uma escrita tão acessível e fácil de ler. A autora conta uma história contemporânea jovem adulto com uma pegada mais Jennifer Brown com a leveza da Sarah Dessen. Essas duas autoras são maravilhosas, e contam histórias inspiradoras e apaixonantes como ninguém, e foi o que eu senti lendo Boa Noite (principalmente por ser mais ou menos o livro de estreia da autora, vou deixar de lado só um pouquinho o livro de contos O amor nos tempos de likes). Ainda não tive o privilégio de ler o conto, então esta foi minha primeira experiência com a Pam.

Eu sou apaixonado por leituras narradas em primeira pessoa (como eu sempre falo aqui), e Boa Noite cumpre essa missão de passar os sentimentos e conflitos da protagonista para o leitor (como esse tipo de narração costuma fazer). Fica mais fácil nos ver na republica das loucuras e entender tudo o que está se passando naquele universo. Falar com os jovens sobre essa fase pós ensino médio é algo muito complicado, porque eu mesmo imaginava que meus 18 anos seria incrível e que todos iriam me respeitar e tudo seria fabuloso kkkkkk SQN. Nessa idade não temos o amadurecimento que precisamos para enfrentar o mundo, eu ainda estava formando minha personalidade , essa época foi complicada (amo como eu vejo o mundo agora kkk com 25 anos). Quando comecei a ler Boa Noite eu comecei a prestar atenção na protagonista, na sua timidez e como ela via as coisas, eu me vi muito naquilo, e tinha certeza que ela ia se dar mal em algum momento, porque é isso que o mundo faz com a gente, nos faz amadurecer da pior maneira (as vezes, é claro). Claro que eu não vou dar spoilers da história, mas vocês lembraram que eu falei sobre isso, caso vocês lerem o livro.

Assim como a maioria dos livros desse gênero, a autora irá abordar vários temas como a bebida alcoólica, drogas, bullying etc. Isso faz toda diferença na leitura, no modo como aquilo que estamos lendo irá nos influenciar após terminar o livro ou conforme estivermos lendo. Amo quando os autores trabalham não só em nos entreter com uma história, mas passa a nos dar alguns "alertas sociais". No mundo em que vivemos, o que o jovem mais precisa é de orientação (sabemos disso), e nada melhor do que usar a literatura (que tando amamos) para falar sobre isso de uma maneira que não seja enfadonha ou levada como piada. Com certeza esse será um dos livros que eu irei recomendar para o pessoal que sempre me manda email ou me pede dicas pela fanpage (muitas vezes, pais me pedem recomendações, isso além de ser muito legal e inusitado, será uma oportunidade deles comprarem um exemplar do Boa Noite para seus filhos).

Eu realmente não sei como encontrar as palavras certas para definir esse livro, apenas que toda nossa espera para ler Boa Noite valeu muito a pena. O relacionamento familiar, as amizades e as próprias escolhas da protagonista fizeram com que essa leitura fosse tão especial. Não digo isso apenas por ser fã da autora, mas por entender que essa história precisava ser contada. Foi muito bom poder acompanhar o amadurecimento da Alina conforme a história ia tomando seu rumo. Esse livro não é daqueles que lemos um pouco antes de dormir como os da Jojo Moyes (que eu estou sempre recomendando aqui no blog), Boa Noite é daquelas leituras gostosas que fazemos quando está frio e só queremos poder ler durante uma tarde inteira, vendo a chuva lá fora.

Boa Noite entrou para o topo das minhas dez melhores leituras contemporâneas do ano e com certeza estará aqui em dezembro quando eu costumo falar sobre o que eu li de melhor nos últimos 12 meses. Eu vou sentir falta dessa história e de tudo o que fez desse titulo um dos melhores da minha estante.

Lembrando que vocês podem seguir o blog nas duas redes sociais que eu costumo atualizar diariamente: Facebook & Skoob  

Livros que eu amei e recomendo: Raio de Sol / Uma Canção de Ninar / Por Lugares Incríveis  

PS: Amei a edição do livro e a lombada roxa

PS: Mas queria muito que vinhe-se com um marcador na aba (seria muito incrível ter um marcador).


27 agosto 2016

Resenha: Nada Mais a Perder /Jojo Moyes

Henri Lachapelle sem nunca abandonar o amor pela antiga carreira, aos trancos e barrancos Henri ensina a neta, Sarah, a montar o cavalo Boo, na esperança de que o talento da dupla seja o passaporte para uma vida melhor e mais digna para todos. Porém, um grande golpe muda mais uma vez os planos de Henri, e Sarah se vê entregue à própria sorte, lutando para, além de sobreviver. Natasha é uma advogada especializada em representar crianças e adolescentes envolvidos com crimes ou em situação de risco. Abalada emocionalmente e em dúvidas quanto a seu futuro profissional depois de um caso terrível, Natasha ainda tem de lidar com as feridas do fim de seu casamento. Um fim, diga-se de passagem, bem inusitado, já que ela se vê forçada a morar com o charmoso futuro ex-marido enquanto esperam a venda da casa da família. Quando Sarah cruza o caminho de Natasha, a advogada vê na menina a oportunidade de colocar a vida de volta nos trilhos e decide abrigar a adolescente sob o próprio teto. 


Mais uma vez a Jojo deixou um pouco o romance de lado e se aventurou em um drama familiar (igual aconteceu com Um mais Um e A casa das marés entre outros). Drama  não é meu gênero literário favorito, mas quando é um autor ou autora que eu gosto muito, costumo dar uma oportunidade (também está na minha lista de desejados o livro Baía da Esperança também da Jojo).

Nada Mais a Perder vai contar a história de alguns personagens que em algum momento irão se cruzar e acabaram afetando a vida um do outro (como acontece na maior parte dos dramas, bem parecido com as histórias da Jodi picoult #maravilhosa). Esse tipo de livro costuma ficar muito bom, a partir do momento que você já esta familiarizado com todos os personagens e curioso por saber o que está por vir. Eu acredito que a Jojo seguiu esse padrão, porque eu só fiquei envolvido com toda história, por volta da página 150 (lembrando que o livro tem 400 páginas). Provavelmente eu demorei tanto para viciar na leitura porque não costumo ler esse tipo de livro, eu geralmente prefiro o Jovem/Adulto ou distopias como eu sempre falo aqui rsrs.

Nada mais a perder vai girar muito em torno da sinopse. É claro que uma das protagonistas tem um segredo que terá uma super reviravolta no final do livro, mas fora isso, iremos acompanhar o cotidiano dos personagens lidando com seus problemas e dilemas. Acho que a Jojo quis trazer para o livro, os problemas que cada um de nós enfrentamos dia após dia. Ela tentou trazer o leitor para uma realidade que ele já conhece, sem fantasiar tanto. Eu gostei justamente por isso. Geralmente nos livros os problemas são resolvidos de uma forma que não bate com a realidade (as vezes isso é bom, as vezes não).

 Por exemplo, se temos uma linda garota, um charmoso mocinho bad boy e ela tem um ex namorado que batia nela e resolve bancar o vilão da história, provavelmente ele irá morrer no final do livro e o casal protagonista ficará livre para sempre daquele encosto kkkk. Na vida real NÃO É ASSIM que as coisas funcionam. Em Nada mais a Perder, teremos drama, romance, e muita emoção (mais ou menos como algumas fases da nossa vida). Eu gostei muito de como todo o desenrolar da trama aconteceu, foi natural como tem que ser.

Eu recomendo esse livro para os dias frios, para aquele momento que você só quer tomar algo quente e ler um bom livro. Como o enredo é mais lento e natural, não criamos aquela super expectativa, não ficamos tensos nem ansiosos, apenas acompanhamos o desenrolar da trama. Por ser um livro com aquela pegada mais contemporânea, a autora aborda alguns temas legais na história como a adoção, roubo entre outros crimes cometidos por menores, divórcio etc. Eu particularmente, acho bacana tratar tantos assuntos se o autor for capaz de abordar cada assunto da maneira devida, a Jojo já tem tantos livros e já falou sobre tantos assuntos, que já está prática em adicionar em suas histórias vários temas e conversar sobre todos eles.

Eu realmente gostaria que o livro tivesse um foco maior no amor (do casal principal), mas eu acho que não era o objetivo da autora (visto que ela já tem vários romances). Eu recomendo esse livro para todos os fãs da Jojo. Eu acredito que se você é fã da escrita da autora e ama suas histórias, com certeza você irá se apaixonar por mais um dos seus livros. Mas se você é um fã que só leu seu maior sucesso Como eu era antes de você e acha que Nada Mais a Perder vai suprir esse seu luto por Will, está muito enganado rsrs parte para algum outro livro da autora, pois aqui não teremos um amor avassalador e nenhum um romance proibido maravilhoso para suspirarmos.

Acho que eu já consegui explicar para vocês tudo sobre o novo livro da Jojo publicado no Brasil, sem dar nenhum spoiler. Espero que quem se aventurar nesta história tire tanto proveito dela quanto eu tirei (e venha me falar sua opinião depois).

Leituras que eu recomendo: Antes de Partir, Raio de Sol & O Navio das Noivas.

Não se esqueçam de seguir minha redes sociais onde eu costumo postar novidades aqui do blog: Fanpage & Skoob.

PS: Muito obrigado pelo carinho e comentários de todos no Especial que eu fiz recomendando séries de TV (: 

PS: E Feliz Aniversário pra mim que já está chegando kkkkk Falow.